Arquivo da categoria: arte

CHARLOTTE TAYLOR E SUAS CRIAÇÕES DIVERTIDAS

Achei uma designer pra lá de fofa, a Charlotte Taylor.

Infelizmente achei poucas fotos do que ela produz, mas pelas fotos de turbante que vi, a coleção spring/summer está bem com aquela carinha de vintage, e bem divertida, pela estampa de lagosta, elefante e formigas.

Vale a pena conferir.

Clássicos mas com aquela pimentinha.

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , ,

KLAUS NOMI

Estava eu futricando minunciosamente por alguma coisa que realmente agregasse algo, e acabei achando o maior divo da história desse mundinho que já já acaba.

Klaus Nomi foi um cantor de ópera new wave protopunk underground que ninguém acredita. Trabalhou com gente incrível como o David Bowie, e inspirou tudo que é gente montada de hoje em dia, como a Siouxsie ou a Lady Gaga.

Alemão, contra-tenor e sopranista, super estilizado e teatral, morreu em ’83, uma das primeiras vítimas conhecidas da AIDS, quando a mesma era praticamente desconhecida. Pelo visto, são poucas as pessoas que gostam de suas músicas, porque às vezes pode ser uma coisa meio tranqueira, o pior dos anos 80, sabe, mas ao mesmo tempo é bem genial, pela mistura de ópera com sintetizadores e new wave.

Mas fiquei maravilhada mesmo foi com a parceria entre Nomi e Bowie em uma apresentação no Saturday Night Live, de ’79. Infelizmente não consegui o vídeo, mas o áudio é bem high quality e a vida vale mais depois de assistir a isso.

Gente, e olha isso, que incrível. Claro que ninguém imitou ninguém, visto que o estilo está aí para quem quiser, mas eis Lady Gaga em “Born This Way” com um terno com a mesma modelagem da versão de plástico de Klaus Nomi.

Para quem quiser conhecer mais,

e toda sua performática maravilhosa em um vídeo ao vivo

esse acima, é um gif incrível, não sei pq não está aparecendo, mas é só clicar na imagem!

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2001: UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO

Assisti há pouco tempo a película de Stanley Kubrick, 2001: Uma Odisséia no Espaço, que projeta uma visão peculiar do que poderia estar sendo o futuro, a partir de incríveis maquinários munidos de inteligência e um universo codificado na assepsia de ambientes e do ser humano.

O valor dessas projeções filosóficas em película é imensurável, e não me prolongarei nas inúmeras conjecturas que se formaram, ao longo dos anos, em volta de 2001. O interesse do post é o outro lado, o estético, em que se sente um pouco do zeitgeist dos anos sessenta na boca.

Não que esse filme seja um Blade Runner da vida, que é um reflexo pragmático dos anos 80 em outra dimensão insana da permanente, mas é possível perceber as influências da época, principalmente do design vanguardista.

Amo essa secretária, tudo monocromático, reflete perfeitamente a moda dos anos 60, exemplificada pela foto abaixo, a época

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , ,

HERMÉS, LUXO NÔMADE DISCO MUSIC

A Hermés desfilou uma coleção incrível, antropológica, nômade, amazona caçadora na semana de moda de Paris.

A coleção apresentada é a estréia do designer Christophe Lemaire na marca comandada anteriormente por Jean Paul Gaultier. Ao contrário de Gaultier, que mantinha uma linha mais séria, Lemaire aposta em silhuetas mais amplas e em modelagens não cansativas, de tão diversas que são.

Existe uma linha cronológica, que começa com um nomadismo chiquérrimo, com uma cartela sóbria de cores e com uma considerável quantidade de trabalho artesanal, que evolui para as sociedades indígenas com muita cor e estampas, caindo direto nos anos 70, disco music, que guiará grandes partes da criação nesse ano. Isso permeado por maravilhosas construções em alfaiataria.

 

E pelo visto, sandália, open boots, enfim, continuam bombadíssimas.

 

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

GIVENCHY SPRING 2011 NO PARIS HAUTE COUTURE

Riccardo Tisci anda fazendo um trabalho fenomenal na Givenchy, e nessa temporada não foi diferente.

O casting era composto apenas por modelos orientais, e as roupas, em tons pastéis, foram arquitetadas feito origamis.

Kimonismos, transparências, penas, e muita técnica, eis o que a obra da Givenchy tem a nos dizer.

Os looks foram fotografados de frente e de costas, e é desse modo que os apresentei nesse post.

capacete armadura gigante!

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , ,

ARMANI PRIVÉ SPRING 2011 NO PARIS HAUTE COUTURE

Semana de alta costura de Paris é sempre uma maravilha. Às vezes um designer apresenta conceitos absolutamente incríveis, ou apenas segue as tendências presentes; mas de qualquer modo, todos os mínimos detalhes são cuidadosamente caprichados, o que já vale a pena.

Giorgio Armani apresentou uma coleção muito divertida, meio futurista, meio disco music, meio 80s trash glamour, com materiais brilhantes, tecnológicos e, se observarmos o vídeo, que torna difícil a locomoção das modelos.

Escuto muitas pessoas que criticam as coleções apresentadas nas passarelas por acharem não-usáveis, o que discordo totalmente, porque moda é show, e tudo seria tão sem-graça se às vezes não se exacerbassem os conceitos.

(Desfile aconteceu no dia 24 de janeiro de 2011)

Eis o que nosso estilista mais bronzeado do mundo ofereceu ao mundo nessa temporada.

paletozinho baphoo

sapatos e silhueta incríveis

Riqueza travestida, coisa linda!

O mais legal é que apesar de toda essa farra do boi na escolha dos materiais e tudo, o corte e a silhueta são impecáveis.

Bafão, gente, sem mais.

Valeu Giorgio.

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

CHANEL SPRING 2011 MAIS ROQUEIRA

Saiu a campanha de primavera 2011 da Chanel, com a Freja e Stella Tennant, e fotografada pelo artista superpolivalente Karl Lagerfeld.

Olhando superficialmente, são os mesmos terninhos de tweed, nas cores básicas da vida, mas o styling deu um jeito e transformou os looks numa coisa mais rock’n’roll, com muitas influências do estilo dos motoqueiros, tipo que usam Harley Davidson, sabe?

Gente, olha que brega esse Baptiste Giabiconi de concurso da camiseta molhada.

Lindo o grafismo da primeira bolsa, né? Entrando na wishlist imaginária, risos.

Fazendo um link com o cinema, indico o filme ‘Easy Rider’, ou ‘Sem Destino’, em português, que mostra 2 motoqueiros da contracultura dos anos 60 cruzando os EUA sem lenço nem documento, usando muita maconha e falando muita besteira. Um clássico do Cinema Novo estadunidense, que rendeu a Jack Nicholson sua primeira indicação ao Oscar. Vale muito a pena ver o trailer!

O filme é de 1969, e tem aquela música que todo mundo adora, do Steppenwolf, ‘Born to be Wild’. Além de mostrar muito a vida em comunidade hippie, um dos meus filmes favoritos, é bem bapho!

 

 

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

PHILIPPE ZORZETTO

Meninos queridos (e meninas!) nas minhas pesquisas diárias encontrei um designer de sapatos incrível, o francês Philippe Zorzetto .

Nascido no sul do país, em Carcassonne, em uma família de artesãos, logo se interessou por materiais mais nobres, como couro e madeira. Mudou-se para Paris, e ao encontrar rascunhos de calçados datados da década de 30 de seu avô, foi influenciado a desenhar sua primeira coleção. A primeira loja fica no Marais, Rue Vieille du Temple.

Os sapatos são todos feitos à mão, na Espanha, na região de Elda, onde há produção de calçados de luxo. E a qualidade me parece inegável. Porém o mais interessante de sua marca, é a influência direta do estilo ‘dandy’ dos anos 30 e os rockstars da década de 60. O design dos sapatos é o mesmo para homens e mulheres, o que evoca uma androgenia subseqüente. Segundo o site de Phillipe, é um novo modo de encarar a elegância francesa.

 

1. Bottines Arsène’ – 340.00 €

 

2. Bottines Lily – 390.00 € (as mais elaboradas, incrível!)


3. Richelieu Charles – 330.00 €

 

4. Bottines Andy – 360.00 € (as mais divertidas, 60s feelings!)

 

5. (para as meninas) Richelieu Kriss – 280.00 €

E o que vocês acharam? Únicas, não é? E o pior é que a gente vive num mundo que está cada vez mais difícil achar os sapatos ou roupas mais clean, tudo muito emperiquitado, cheio de desnecessidades.

Acho que entrega no mundo todo, mas a marca não se responsabiliza daquele jeito.. Quem quiser dar uma olhada, aqui está o link para o e-commerce do site!

Conceitual à sua maneira.

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , ,

CHANEL PRE-FALL 2011: BIZÂNCIO

A coleção Pre-Fall da Chanel foi inspirada na cultura perdida do Império Bizantino e por Theodora, artista de circo que se tornou imperatriz, “Empress Theodora”, disse Karl Lagerfeld.

Tenho um amor muito grande pelo que a marca produz, especialmente pela multiplicidade de Lagerfeld, mas algumas coleções passadas foram um pouco decepcionantes para mim, talvez pela modelagem temporal, mas essa está ligada sim à decada de 60, mas sincronizada com a riqueza, bordados e mosaicos bizantinos, e com cortes lindos, não totalmente padronizados para toda a coleção.

Não tenho certeza se a coleção é de um desfile pre-fall, poderia muito bem estar na Semana de Moda, a partir da otimização da utilização das peças.

Sei nem mais o que dizer, imagina isso tudo ao vivo, alta-costura é uma coisa maravilhosa, tudo perfeitamente acabado, inclusive do avesso. Inclusive, são um milhão de peças que estou pensando em postar rs, vai vim um post só com as roupas masculinas, aliás.

BAPHO!

Os cabelos, o make, os acessórios, as botas de casco de cavalo. Tudo tão lindo.

+ DESFILE

Etiquetado , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: